> Como abrir uma porta com um clipe de papel

Rate this post

[ad_1]

Como abrir uma porta com um clipe de papel

Muito provavelmente, em momentos difíceis, como quando uma porta se fecha e não temos as chaves, não nos lembramos dessas ferramentas ou objetos simples que podem nos ajudar a resolver esse tipo de problema, especialmente esses objetos. que consideramos todos os dias e até mesmo insignificantes.

Neste caso, trazemos a você um artigo no qual explicaremos, como abrir uma porta com um clipe de papel, um objeto simples mas muito valioso para abrir uma porta sem chaves.

door 490246 1280
> Como abrir uma porta com um clipe de papel 6

Qual é o uso do clipe

La metodología se centra en realizar unas ganzúas con los clips, serán nuestras herramientas de trabajo, pasando por un primer paso que será acondicionar los clips para poder llegar al paso definitivo, el cual será trabajar con estas ganzúas caseras para poder mover los pines que componen a fechadura.

Os pinos alojam-se nos dentes ou serras da chave, desde que estas últimas sejam concebidas de forma que os primeiros fiquem todos alinhados e a porta se abra.

Mas para que tudo isso aconteça será necessário ter dois clipes, do tipo que usamos no trabalho, o escritório, enfim, aqueles clipes que nos permitem organizar e arquivar papéis.

Compreendendo isso, começamos com a primeira etapa.

door 3298743 1280
> Como abrir uma porta com um clipe de papel 7

1. Condicionando os clipes

Antes de começar a condicionar os clipes, devemos levar em consideração que os que vamos escolher não devem ter revestimento plástico, pois é possível que esse tipo de material seja um impedimento para que os clipes façam bem o seu trabalho. Além disso, essa superfície pode quebrar dentro da fechadura com o atrito e fazer com que ela trave.

Claro, se você não tiver outra opção e todos os clipes tiverem uma capa de plástico, ela deve ser removida com uma faca para evitar transtornos futuros.

Resolvido isso, podemos começar a condicionar os clipes, seguindo os seguintes passos:

  • Devemos pegar um dos clipes e desenrolá-lo completamente.
  • Em seguida, usando uma pinça, dobramos o clipe de forma que suas pontas fiquem unidas em uma extremidade e seja curvado na outra. Bem como um grampo de cabelo.
  • Para continuar cruzamos uma ponta com a outra, formando uma espécie de alça, o clipe deve ter a forma de um L, e será a nossa primeira ferramenta e a usaremos como alavanca, servindo de suporte para manter o sistema estábulo.
  • Para o segundo clipe, apenas a primeira volta do clipe deve ser desenrolada, para que tenhamos uma área com a qual possamos manipular facilmente esta segunda ferramenta.

Ainda não terminamos com o segundo clipe.

  • Para finalizar pegamos a ponta que sobramos dela e dobramos para cima contando cerca de 4 centímetros da ponta do fio.

Este pedaço de clipe que dobramos deve ser oposto à curvatura original do elemento.

2. Implementando os clipes

Se estamos procurando algum tutorial para o uso de gazuas, eles nos recomendam que tenhamos paciência e trabalhemos com muita calma. Isso ocorre porque o uso de gazuas requer um certo grau de treinamento para obter resultados rápidos no trabalho.

Além disso, os sentidos devem estar preparados para poderem ter um bom toque e perceber os sinais que a fechadura nos dá, desta forma, é possível saber como está o nosso progresso e em que ponto do processo. Levando isso em consideração, podemos prosseguir com as seguintes etapas:

  • Começaremos a trabalhar com o clipe que moldamos em forma de L. Este ficará localizado na parte inferior ou mais larga do buraco da fechadura, ou seja, o orifício onde está inserida a chave.
  • Em seguida, giramos a ponta do clipe que ficou de fora na direção da abertura da trava e mantemos a pressão sobre ela, sem nos excedermos, pois isso fará com que o movimento aperte os pinos e eles não possam se mover.
  • Posteriormente, trabalharemos com o segundo clipe que condicionamos, de modo que o posicionemos no clipe anterior na área mais fina do buraco da fechadura. Além disso, deve ser inserido com a ponta dobrada para cima, pois será a responsável por acertar os pinos.

Isso será possível enquanto estamos fazendo movimentos de baixo para cima ir acertando os pinos, começando com o mais próximo de nossa localização.

Os pinos dentro do mecanismo emitem certos sons que nos dão mais ou menos uma idéia de como está o processo, enquanto trabalhamos neles. Por esse motivo, indicamos alguns degraus acima, que deveríamos ter aguçado o tato e a audição.

Isso ocorre porque os pinos emitem o som da mola que contêm, que é como um rangido. Vamos ouvir esse som até que o pino esteja nivelado; nesse ponto o som é diferente, como um “clique”, e é o sinal de que terminamos com esse pino e outro segue.

  • Quando atingirmos o nível do pino, devemos aumentar um pouco a pressão que aplicamos ao clipe em forma de L. Por isso, este clipe é a nossa alavanca. Este aumento de pressão é para manter os pinos estáveis ​​e para que não haja movimentos excessivos nos mesmos.

Se mantivermos a paciência e trabalharmos constantemente, poderemos concluir esta etapa rapidamente.

  • Quando conseguirmos nivelar todos os pinos, a pressão que temos aplicado com o clipe em L ou com a nossa alavanca fará com que o cilindro da fechadura rode completamente, uma vez que foi libertado pelo mecanismo, e desta forma irá abrir a fechadura sem a necessidade de aplicar outra ação.
  • É importante notar que o número de pinos é característico do tipo de fechadura que estamos tentando abrir, embora na realidade a faixa de pinos seja de 4 a 6 pinos.

Com a fechadura já aberta, só podemos operar ou girar a maçaneta se a fechadura a contiver, ou empurrar a porta para que nossa missão seja totalmente cumprida.

Para finalizar, se não temos clipes de papel, podemos usar pedaços de arame, grampos de cabelo ou algum objeto semelhante ao qual possamos dar o mesmo condicionamento e a mesma utilidade.

[ad_2]